PRF inicia Operação Proclamação da República nesta sexta-feira

Destaques

Notícia publicada sexta-feira 11 novembro 2016

PRF inicia Operação Proclamação da República nesta sexta-feira

Gostou, compartilhe

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou à zero hora desta sexta-feira (11) a Operação Proclamação da República em todo o país.
Ao longo de cinco dias, até a meia-noite da próxima terça-feira (15), a PRF intensificará as ações de policiamento ostensivo nos trechos com maior índice de acidentes.
Entre os focos da fiscalização da PRF estão o controle de velocidade através de radares, o combate à embriaguez ao volante e as ultrapassagens irregulares.

Reajuste

Este será o primeiro feriado desde o reajuste dos valores das multas de trânsito, em vigor desde o começo de novembro.
Congelados havia 16 anos, os valores das multas foram reajustados em percentuais que variam de 53% a 66%. A multa por dirigir embriagado, por exemplo, passou de R$ 1.915 para R$ 2.934.
Durante o feriado prolongado, a previsão é de que o fluxo de veículos suba em torno de 30% em relação à média diária.O pico de movimento na saída para o feriado deve se concentrar entre o fim da tarde e início da noite de sexta-feira e durante a manhã de sábado. O retorno deve ter um fluxo maior ao longo da tarde e no início da noite de terça-feira.
Equipes da PRF também farão palestras educativas, nas estações rodoviárias, para orientar os passageiros acerca da importância do uso de cinto de segurança nos ônibus de viagem.

Restrições de tráfego

O tráfego de caminhões bitrem, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonha será proibido, nos trechos de pista simples das rodovias federais, das 16 horas até a meia-noite desta sexta-feira, durante toda a manhã de sábado e das 16 horas à meia-noite de terça- feira.
Essa restrição tem como objetivo aumentar a fluidez do trânsito e evitar acidentes.
A PRF enviou ofícios às concessionárias de pedágio proibindo a execução de obras durante o feriado prolongado, exceto aquelas emergenciais ou impossíveis de serem interrompidas.
A Polícia Rodoviária Federal fiscaliza cerca de 4 mil quilômetros de rodovias no Paraná.