ONG de Palmeira recebe Título de Utilidade Pública da Assembleia Legislativa

Destaques

Notícia publicada domingo 29 outubro 2017

ONG de Palmeira recebe Título de Utilidade Pública da Assembleia Legislativa

Gostou, compartilhe

Através do Projeto de Lei nº 19.143 de 27 de setembro de 2017, de autoria do deputado estadual Péricles Holleben de Melo (PT), a Assembleia Legislativa do Estado Paraná, aprovou e concedeu o Título de Utilidade Pública à Associação dos Amigos do Cão de Rua de Palmeira  (Aacarup).

O deputado escreveu em sua página no facebook, “A Associação faz um lindo trabalho numa área saturada de problemas sociais e com falta de investimento público. Amigos do Cão de Rua não apenas resgata e trata a saúde física e emocional dos animais abandonados pelo homem, mas também promove a esterilização desses animais, única maneira efetiva de resolver o problema da superpopulação. Como toda Associação nessa área, ela ainda possui número elevado de cães para serem adotados com responsabilidade. Se você quiser ajudar financeiramente ou com doação de ração, medicamentos, etc, entre em contato com a instituição através da página da Ong:  facebook.com/Aacarup, se quiser encontrar o novo membro da sua família, conheça os animais protegidos pela associação”.

Com o Título de Utilidade Pública, à Associação dos Amigos do Cão de Rua de Palmeira – Aacarup, facilita a entidade em assinar convênios com o poder e até empresas privadas. O que não significa que irá acontecer, portanto a ajuda vinda de todos os setores da comunidade palmeirense é essencial à manutenção da associação, que tem uma demanda diária de ração, medicamentos e custos diversos.

Há alguns meses atrás, uma médica veterinária foi convidada para dar uma palestra no Rotary Club de Palmeira, onde também estiveram presentes integrantes da associação, e na palestra foi possível conhecer mais sobre os graves problemas que animais abandonados ou mal tratados podem causar à população.

Uma das integrantes disse que a associação não é um depósito de cães, então não pergunte o que estão fazendo para resolver o problema dos animais abandonados, se pergunte o que você está fazendo para ajudar a resolver este grave problema social, de segurança e de saúde pública. Não adianta ficar apenas dó, e preciso ajudar, disse ela.