Manifestação pede punição mais rigorosa para violência contra animais

Geral

Notícia publicada segunda-feira 02 novembro 2015

Manifestação pede punição mais rigorosa para violência contra animais

Gostou, compartilhe

Uma manifestação realizada na manhã de segunda-feira (2), em Palmeira, pediu maior rigor aos atos de violência contra animais, lembrando o recente caso de abuso e morte de três éguas, cujo autor encontra-se em liberdade, após ter sido identificado e detido pela polícia. Cerca de 50 pessoas, algumas montadas em cavalo, participaram da manifestação, exibindo faixas e proferindo palavras de ordem, especialmente “Justiça”.

Para uma das organizadoras da manifestação, a funcionária pública Celita Bronoski, o objetivo não é incitar a justiça com as próprias mãos, mas chamar a atenção para a necessidade de punições mais rigorosas a quem praticar atos de violência contra animais, independente de qual seja a espécie.

Os manifestantes concentraram-se em frente à Igreja Matriz e depois percorreram o entorno da praça Mal. Floriano Peixoto, sempre com as faixas abertas e clamando por justiça, além de mudanças na lei para que se apliquem penas mais severas em casos como esse recente de Palmeira, que comoveu muitas pessoas e gerou revolta devido à morte das éguas, agravado pelo fato elas estarem prenhes quando foram mortas.

O autor dos crimes contra as éguas está sendo indiciado com base no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais por abusar, promover maus-tratos, ferir e mutilar os animais. A pena prevista vai de três meses a um ano de detenção, com aumento de um sexto a um terço devido à morte dos animais.