Secretário da Agricultura prestigia Dia de Campo da Bom Jesus

Agrícola

Notícia publicada sexta-feira 04 março 2016

Secretário da Agricultura prestigia Dia de Campo da Bom Jesus

Gostou, compartilhe

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, participou no dia 25 de fevereiro do Dia de Campo na Lapa com cerca de 4 mil agricultores de 14 municípios do Sudeste paranaense e de Mafra (SC). O evento foi promovido pela Cooperativa Agropecuária Bom Jesus para o repasse de conhecimento e treinamento aos produtores sobre os pacotes tecnológicos disponíveis para as culturas de soja, milho, feijão, aveia, trigo, cevada e pastagens.

“Essas lavouras, tradicionais em outras regiões do estado, estão se consolidando em boa parte dos municípios da Região Metropolitana de Curitiba”, disse o presidente da cooperativa, Luiz Roberto Baggio. Segundo ele, o carro-chefe da Bom Jesus é a produção de soja e as lavouras da região conseguem alcançar desempenho e produtividade semelhantes às das regiões Norte e Oeste do Paraná, conhecidas pelo elevado desempenho na produção do grão.

Graças à tecnologia que vem sendo aplicada pelos produtores, a região já produz uma média de 60 a 65 sacas de soja por hectare. “Alguns, com mais tecnologia disponível, alcançam até 85 sacas de soja por hectare, o que é considerado excelente”, disse Baggio.

Esse foi o 11º dia de campo promovido pela Bom Jesus, que conta com a participação de mais de 50 empresas de tecnologia, com a exposição de toda a linha de produtos para tratos culturais das lavouras, como herbicidas, inseticidas e fertilizantes. A cooperativa conta com 5.030 produtores associados e despenha um papel fundamental no crescimento econômico da região.

Para Baggio, o dia de campo possibilita ao agricultor acessar a tecnologia que mais se adequa à realidade da sua propriedade. Para isso, a direção das cooperativas disponibiliza técnicos para auxiliar os produtores.

Planejamento

Para Ortigara, o agricultor deve perceber que este é o momento de planejar ações de olho no futuro. E todo planejamento requer conhecimento e treinamento para bons resultados. “A tecnologia, quando bem aplicada, representa três quartos do desempenho da agropecuária”, ressaltou Ortigara.

Segundo o secretário, o setor do agronegócio tem amenizado os efeitos da crise econômica que está dizimando a geração de empregos no país. “Graças ao agronegócio, o Brasil ainda tem janelas de oportunidades para o futuro”, ressaltou.