Unidades de saúde iniciaram Campanha de Vacinação contra a gripe

Geral

Notícia publicada segunda-feira 23 abril 2018

Unidades de saúde iniciaram Campanha de Vacinação contra a gripe

Gostou, compartilhe

Começou nesta segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tipo A (H1N1 e H3N2) e B. Até o dia 1ª de junho as unidades de saúde do município atenderão em horário ampliado para que todas as pessoas que fazem parte do grupo prioritário recebam as vacinas.

Os grupos prioritários são compostos por crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes; puérperas; trabalhadores de saúde de serviços públicos e privados nos diferentes níveis de complexidade; todos os professores das escolas públicas e privadas; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais de idade; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais, conforme indicação do Ministério da Saúde.

De acordo com a Diretora de Saúde, Rosilene Mattia Calixto, mediante a essa preocupação a Secretaria Municipal de Saúde estará trabalhando com abertura das salas de vacina no horário do almoço desde esta segunda-feira (23) até o dia 30 de maio. Ela também revelou que desde a última sexta-feira (20) até o dia 4 de maio o Posto Central estará realizando vacinação até as 20 horas e que no dia 12 de maio acontecerá o Dia D nas localidades de Faxinal, Queimadas e no Posto Central.

Sintomas e proteção

A gripe tem como sintomas comuns febre, tosse e dor de garganta, de cabeça e no corpo. A piora da doença pode ser percebida por falta de ar; febre duradoura (mais de três dias); prostração; sintomas gastrointestinais; e dor muscular intensa.

A transmissão se dá por contato com secreções das vias respiratórias, que a pessoa contaminada emite ao falar, tossir e espirrar. Diferentemente da gripe, os resfriados são mais fracos, com febres baixas e não geram complicações. Caso sinta algum dos sintomas de gripe, não tome remédios por conta própria e procure um posto de saúde.

Para se proteger é importante lavar as mãos; se for tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com lenço; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e pratos; e se manter em ambientes ventilados. Além disso, os pais devem evitar levar crianças a aglomerações, pois aumenta o risco de contaminação.