Vereador que estava na UTI do Hospital Bom Jesus teve morte cerebral na quinta-feira

Policial

Notícia publicada sexta-feira 09 fevereiro 2018

Vereador que estava na UTI do Hospital Bom Jesus teve morte cerebral na quinta-feira

Gostou, compartilhe

Mais uma vítima da tentativa de assalto a um comboio de cinco carros-fortes na BR-376, na região de Colônia Witmarsum, em Palmeira faleceu na quinta-feira (8). O vereador Miguel Calixto (PSD) de Barra do Jacaré estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Bom Jesus de Ponta Grossa desde a terça-feira (6). A morte cerebral do vereador foi confirmada pelo hospital.

Com a confirmação da morte cerebral, a família do vereador teria autorizado a doação de órgãos. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa na sexta-feira (9), onde os laudos serão elaborados para auxiliar na investigação do caso. Somente depois disso, o corpo deve ser liberado aos familiares para ser velado e sepultado. Calixto tinha 53 anos e, além de vereador, era agricultor, conforme seu registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Vítimas

Além de Calixto, outros dois vereadores estavam no carro, um morreu na hora e o outro escapou ileso da ação. Elton de Alexandre Aguiar Matta “O Coruja”, de 36 anos do PV, não resistiu às lesões provocadas pelos tiros e morreu ainda no local do tiroteio. O outro vereador, Edval do Nascimento (PR), escapou sem ferimentos. Eles seguiam para Curitiba, onde participariam de reunião com autoridades do Governo do Estado em busca de recursos para a cidade e no momento da ação eles foram feitos reféns pelos assaltantes.

Além dos dois vereadores, o caminhoneiro Vilson Siqueira, de 41 anos, também perdeu a vida na rodovia. O corpo dele foi encontrado horas depois do fim do tiroteio, dentro do caminhão, durante a perícia na região do confronto. Os outros três mortos Emerson José da Silveira Pinto, que reagiu e morreu próximo ao local do tiroteio, outros dois, Jefte Santana Moreira e Marcelo Klaus Correia Peruci são suspeitos de participação no crime, e foram mortos em um tiroteio na localidade de Bateias, na área rural de Campo Largo, ainda na noite de terça-feira (6).

Relembre caso

Uma tentativa de roubo a carros-fortes na manhã da terça-feira (6) na BR 376 km 536 por volta das 9 horas, aconteceu entre o pedágio e a ponte do Rio Tibagi, região próxima à entrada da localidade de Colônia Witmarsum quando os assaltantes atravessaram um caminhão bitrem em uma das pistas entre Ponta Grossa e Curitiba.

Segundo informações a ação ocorreu quando bandidos fortemente armados com fuzis tentaram roubar dinheiro de carros-fortes que transitava na rodovia. Os vigilantes dos carros-fortes fizeram uma intensa troca de tiros com os marginais.

Segundo o áudio divulgado pela Polícia Rodoviária Federal informou a tentativa de assalto a cinco carros-fortes e que segundo a PRF os marginais não obtiveram êxito no roubo, não tendo sido levado nada dos carros-fortes, um dos marginais reagiu e foi morto a aproximadamente sete quilômetros do local da ação, e um conseguiram se evadir para um matagal próximo do local da ação e foi preso por uma equipe da PM de Porto Amazonas que auxiliava nas buscas. Um terceiro que também fugiu, foi preso pela equipe da Polícia Militar de Palmeira que fazia patrulhamento em estrada rural da região. Também fizeram parte da ação a PRF, Cope da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e o Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) que acompanhou a situação. No local havia um carro-forte tombado na canaleta central entre as duas pistas além de outros que estavam na pista.

As pistas da BR 376 nos dois sentidos entre Ponta Grossa e São Luiz do Purunã, ficou interditada e só foi liberada por volta das 16 horas, o que formou filas quilométricas nos dois sentidos.

Buscas aos bandidos

Em um trabalho de inteligência, policiais militares de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE), que também participaram da ação, foram até a localidade de Bateias em Campo Largo no início da noite. Eles tinham informação que os bandidos estariam em uma chácara na região.  As equipes da RONE esconderam as viaturas e fizeram uma incursão de aproximadamente três quilômetros perguntando de propriedade em propriedade em busca de informações sobre a quadrilha. Na região eles conseguiram informações de que um grupo de homens havia comprado uma chácara há pouco tempo na região de Bateias. A equipe foi até o local e encontrou o QG da quadrilha, porém a residência estava vazia. Os policiais então ficaram abrigados e no momento da chegada de dois assaltantes as equipes tentaram realizar abordagem. Armados de fuzil e pistola, os dois marginais iniciaram uma troca de tiros com os policiais. Ambos foram baleados e morreram antes da chegada do SIATE.

Armamento

Com os bandidos foram encontrados um fuzil AK-47 e uma pistola e dentro do carro foram encontrados colete balístico, uma mochila com explosivos, miguelitos, um cilindro de oxigênio, balaclava e rádio comunicador na frequência da polícia. O veículo em que a dupla chegou ao local era um Toyota Etios roubado. Ainda dentro da chácara foi encontrado um veículo Sandero também com alerta de roubo, e um veículo Audi sem alerta que seria de uso particular.

Na tarde desta sexta-feira (9), equipes do COPE conduziram Henrique Bonfim de Castro e Altair Duarte Cavalheiro que são os dois elementos presos pela PM na ação de terça-feira até o Fórum de Palmeira para serem interrogados em audiência de custódia.

Foto: Vereador Edval do Nascimento, de Barra do Jacaré diz que está vivo por um milagre (Foto: Victor Bittencourt/RPC) / Divulgação Câmara de Vereadores e Rede Social.