Polícia Ambiental prende homem com espingardas e apreende pássaros silvestres

Policial

Notícia publicada quarta-feira 07 março 2018

Polícia Ambiental prende homem com espingardas e apreende pássaros silvestres

Gostou, compartilhe

A equipe da Polícia Ambiental esteve na terça-feira (6) em Palmeira quando atendeu a três ocorrências. A primeira por volta das 9h30, em atendimento a denúncia, a equipe esteve na localidade de Poço Grande, onde constatou a existência de uma Maritaca em cativeiro sem registro do órgão ambiental competente, fato em que foi lavrado Termo Circunstanciado ao Juizado Especial Criminal de Palmeira. A ave foi apreendida e será encaminhada ao Instituto Ambiental do Paraná de Ponta Grossa para as providências na esfera administrativa.

Animais em cativeiro

Em outra denúncia, por volta de 12h30, a equipe esteve em uma residência na Rua Bolis Borkoski, bairro do Rocio I, onde constatou a existência de 2 papagaios verdadeiros e uma sabiá-poca ,os quais apresentavam características de alto grau de domesticidade. Porém, o morador não possui registro junto ao órgão ambiental. Diante do fato foi lavrado o Termo Circunstanciado que será encaminhado ao Juizado Especial Criminal de Palmeira e enviado cópias do boletim de ocorrência ao Instituto Ambiental do Paraná para providências cabíveis na esfera administrativa. O morador foi nomeado depositário fiel provisoriamente até decisão da autoridade competente, tendo em vista as condições de domesticação das aves.

Posse ilegal de arma de fogo

Por volta das 14 horas, a equipe se deslocou até a Rua Capitão Antonio Stokler, bairro Rocio II, onde realizou a abordagem do morador que franqueou a entrada. No interior da residência foi observado a existência de 3 espingardas de pressão e ao verificar as mesmas foi constatado que tratava-se de arma de fogo por adulteração para o calibre .22. Em busca domiciliar foram encontradas 36 munições intactas de calibre .22, uma munição intacta calibre .28, uma munição intacta calibre .32, 07 (sete) munições calibre .28 deflagrada, uma munição calibre .36 deflagrada, um frasco com chumbo com 100 grama; um apito chama para caça; e 19  espoletas. Em um cômodo os fundos da residência foi encontrado uma ave silvestre denominado “pássaro preto”. Diante do fato foi dado voz de prisão ao morador, informado seus direitos constitucionais e encaminhado à Delegacia de Polícia de Palmeira onde foi lavrado o flagrante. A ave será encaminhada ao Instituto Ambiental do Paraná para providências cabíveis na esfera administrativa.