Cabo da PM que é de Palmeira foi baleado e atropelado por assaltantes em Curitiba

Policial

Notícia publicada domingo 10 junho 2018

Cabo da PM que é de Palmeira foi baleado e atropelado por assaltantes em Curitiba

Gostou, compartilhe

O cabo da Polícia Militar Robson Antonio Gulhinski de 36 anos, que é Palmeira, e que é integrante da banda da PM, acabou sendo baleado no final da tarde deste domingo (10) em Curitiba.

Segundo informações, o policial estava saindo da Rodoviária, a pé, quando na Avenida Silva Jardim, no Centro de Curitiba viu um veículo Duster entrando em uma rua na contramão. Ele teria tentado abordar os ocupantes e foi baleado. Ainda segundo informações após ter caído no chão, o policial ele foi atropelado pela Duster, e antes de fugirem, os bandidos levaram a arma do policial.

Testemunhas acionaram o socorro e uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) fez o primeiro atendimento ao policial que foi internado em estado grave no Hospital Cajuru. O Instituto de Criminalística esteve no local e recolheu capsulas de pistola 380 e de ponto 40.

Uma viatura do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) viu o veículo suspeito e em perseguição houve troca de tiros. O pneu da viatura e o parabrisa foram atingidos pelos disparos dos criminosos. A Duster também teve o vidro traseiro estilhaçado. Um helicóptero da PM foi acionado para procurar os criminosos, que entraram em um matagal às margens da linha do trem e um dos bandidos estaria ferido.

O veículo Reunalt Duster é de uma empresa de São José dos Pinhais e foi roubado no Centro de Colombo por cinco homens armados, que efetuaram disparos de arma de fogo para intimidar o motorista. Depois, o segundo crime aconteceu em um posto de combustível, já no Centro de Curitiba e próximo da Rodoviária. Eles foram violentos e fugiram com dinheiro e produtos da loja de conveniência.

Da redação com informações do site da Banda B.