Mulher é atacada por cão de rua no Centro Empresarial na manhã desta quarta-feira

Policial

Notícia publicada quarta-feira 28 março 2018

Mulher é atacada por cão de rua no Centro Empresarial na manhã desta quarta-feira

Gostou, compartilhe

Uma mulher foi atacada manhã desta quarta-feira (28) por volta das 9h30, por um cachorro de rua que vive no Centro Empresarial de Palmeira, local que fica próximo à sede do Corpo de Bombeiros de Palmeira. A mulher de iniciais G.P.de L. de 72 anos de idade foi atacada pelo cão enquanto passava pelo local, tendo sido mordida nas duas pernas, logo abaixo dos joelhos. Ela solicitou e foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros rapidamente e em seguida foi encaminhada ao Pronto Atendimento do Hospital Santa Casa de Palmeira para receber cuidados médicos.

A mulher bastante assustada e muito nervosa teve ferimentos contusos nas duas pernas e bastante sangramento, ela teria relatado aos socorristas que é diabética e por conta disso sua maior preocupação.

O fato é por si só bastante inusitado, pois os Bombeiros normalmente são acionados para atenderem casos de emergência dos mais diversos tipos, e salvarem inúmeras vidas nos atendimentos de ocorrências. Porém, sempre na rua, em residências ou rodovias, rios ou matas. Mas, esse caso que não foi o primeiro registrado pelos Bombeiros no local descrito, aconteceu bem próximo ao quartel da corporação e a pessoa que foi atacada pelo cão, é quem foi até a sede dos Bombeiros pedindo socorro.

A equipe da Gazeta de Palmeira ficou sabendo do acontecido logo em seguida, indo até o local e registrando a situação. Também fomos informados de quem alimenta os cachorros naquele local. Em conversa com a pessoa, uma mulher que trabalha numa empresa próxima, ela disse que não é dona dos cães, que apenas alimenta os animais. Que ela já sabia que ostros cães que ali viviam, já tinham atacado pessoas, que até conseguiu encontrar interessados para adotarem alguns animais. Ela ficou bastante preocupada com a situação e disse vai procurar uma alternativa para que os cães deixem o local.

Dilema de um Bombeiro

O Bombeiro é sempre treinado para salvar vidas, sejam elas de pessoas ou animais. Mas, existem momentos em que ele tem que fazer uma escolha, decidir qual é a prioridade e quem ele vai atender por primeiro. Foi o que aconteceu nesta manhã em Palmeira, por ocasião do ataque de um cão a uma mulher.

Por vezes vemos as viaturas dos bombeiros circulando na parte da manhã pelas ruas da cidade, sem estar realizando algum atendimento. Segundo nos explicou o comandante dos bombeiros em Palmeira, sargento Paulo Cézar de Almeida, este é um procedimento de rotina chamado teste de prontidão, que tem por objetivo antes de passar o serviço à outra equipe, ser realizado tal procedimento.

Porém nesta manhã, enquanto as viaturas faziam o teste, aconteceu o ataque de um cão a uma mulher, e o quartel via rádio solicitou a volta da ambulância para prestar o atendimento à senhora. No deslocamento, segundo relatou o condutor da viatura, um cachorro saiu correndo em direção à mesma, e acabou sendo atropelado pelo veículo. Sendo que o bombeiro que dirigia a ambulância, tomou a decisão de prestar o socorro à senhora mordida pelo cão.

O sargento disse lamentar o ocorrido com o animal atropelado e que ficou sabendo pelas redes sociais que um popular acabou socorrendo o animal e lavando ao veterinário. Já, em relação à repercussão dada ao fato de ser uma viatura dos bombeiros, ele disse que não gostaria de comentar para não causar discussões públicas. Mas, que o quartel está de portas abertas para receber às pessoas e prestar quaisquer esclarecimentos.

(Imagem autorizada pela vítima)