PM apreende agrotóxico estrangeiro em Irati e Rio Azul além de arma e munição

Policial

Notícia publicada quarta-feira 27 setembro 2017

PM apreende agrotóxico estrangeiro em Irati e Rio Azul além de arma e munição

Gostou, compartilhe

Na segunda-feira (25), policiais do Serviço Reservado da 8ª CIA e policiais militares do Destacamento da Polícia Militar de Rio Azul apreenderam 85 pacotes de 1kg cada um do inseticida Toxam 75 wg (tiametoxam), de origem chinesa, nas cidades de Irati e Rio Azul.

As denúncias anônimas levaram uma equipe policial até a localidade de Pinho de Baixo, na estrada municipal de Caratuva I, para averiguar as suspeitas de que um veículo com placas de Rio Azul e com adesivos amarelos nas portas estaria vendendo os agrotóxicos de origem estrangeira. O carro foi localizado e, ao receber a voz de abordagem, apenas o motorista desceu e justificou que o passageiro era cadeirante.

Durante as revistas pessoais, nada de ilícito foi localizado junto ao condutor. Já com o passageiro, num dos bolsos foi encontrado um pacote plástico que continha 16 cartuchos intactos de revólver calibre 32. O cadeirante também trazia na cintura um coldre com um revólver Taurus de calibre 32, carregado com seis munições intactas e ele tinha no bolso da camisa a importância R$ 1.140,00.

No porta-malas do veículo foram encontrados 14 pacotes do agrotóxico com 1 kg cada. Condutor e o passageiro do veículo foram levados até a sede da 8ª Companhia, onde os dois foram identificados como moradores de Rio Azul.

Buscas

Por volta de 13h, a equipe da PM de Rio Azul foi acionada para prestar apoio e fazer buscas nas casas dos envolvidos, onde haveria mais pacotes de agrotóxicos estocados. Na casa do passageiro, que mora na Vila Gembaroski, em Rio Azul, os policiais entraram em contato com a esposa de um dos abordados, e ela entregou 68 pacotes do inseticida e um frasco com um litro de um líquido preparado. O frasco estava sem rótulo, mas a mulher informou que se tratava de veneno. O material foi recolhido e encaminhado à sede da 8ª CIA, onde já se desencadeava a operação. Nenhum objeto ilícito foi encontrado na residência do condutor do veículo.

Venda do produto

Outra informação anônima indicou que a dupla tinha vendido o agrotóxico numa propriedade na localidade de Pinho de Baixo. A equipe da Agência Local de Inteligência (ALI) entrou em contato com o proprietário do local, que confirmou a compra de três unidades do agrotóxico, ao preço de R$ 1,2 mil. O agricultor entregou voluntariamente o material.

Todo o material apreendido: agrotóxicos, arma e munição, foi encaminhado, junto com os envolvidos, até a Delegacia de Polícia Civil de Irati para as providências. Ambos foram levados até o Pronto Atendimento Municipal para a elaboração do laudo de lesões corporais. A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR) também foi acionada para acompanhar a situação e lavrar as autuações pertinentes ao caso.

Com informações da Rádio Najuá e fotos Divulgação PM