Polícia Ambiental realizou três fiscalizações em Palmeira na última segunda-feira

Policial

Notícia publicada terça-feira 30 janeiro 2018

Polícia Ambiental realizou três fiscalizações em Palmeira na última segunda-feira

Gostou, compartilhe

A equipe da Polícia Ambiental esteve na segunda-feira (29) em Palmeira para realizar fiscalização sobre três denúncias. Na primeira ocorrência, às 9 horas a denúncia, a equipe esteve na localidade de Benfica, onde verificou as margens da via rural a existência de um pinheiro araucária com dano no tronco com retirada de parte da casca ocorrido há certo tempo, e que já está apresentando cicatrização. Não sendo possível afirmar quem seria o responsável por tal ato. Em contato com o solicitante, foi orientado sobre a legislação ambiental.

Dano em área de preservação permanente

Já por volta das 11, a equipe esteve na PR 151, próximo ao Colégio Agrícola, onde foi constatado o corte de 11 (onze) árvores nativas das espécies, bugreiro, leiteiro, branquilho e aroeira, em área considerada de preservação permanente, margem de córrego, a menos de trinta metros do curso hídrico, em uma área correspondente a 300 m². O proprietário foi localizado e informou não possuir autorização florestal, sendo orientado e advertido de que a área deverá permanecer embargada para toda e qualquer atividade no local do dano. Diante do fato será enviado cópias do Boletim de Ocorrência ao Instituto Ambiental do Paraná e à Delegacia de Polícia Civil de Palmeira para as providências cabíveis.

Vistoria em edificação

Por volta das 16 horas, na rua XV de Novembro, foi realizada vistoria em imóvel urbano, onde foi constatada a edificação de um muro às margens do Rio Forquilha, com arrimo e aterro na área superior em área equivalente a 370 m². O proprietário foi localizado e informou não possuir autorização ambiental ou alvará da prefeitura municipal. Diante do fato, este foi orientado e advertido de que a área deverá permanecer embargada para toda e qualquer tipo de atividade lesiva ao meio ambiente. Será encaminhada copia do Boletim de Ocorrência ao Instituto Ambiental do Paraná e à Delegacia de Polícia Civil de Palmeira para providências penais e administrativa cabíveis.