Polícia Rodoviária Federal anuncia suspensão de serviços por falta de dinheiro

Policial

Notícia publicada quarta-feira 05 julho 2017

Polícia Rodoviária Federal anuncia suspensão de serviços por falta de dinheiro

Gostou, compartilhe

Por falta de verba a Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou na terça-feira, 4, medidas para conter gastos. Entre elas, a suspensão temporária de serviços, a desativação de unidades operacionais e a redução no horário de atendimento ao público. Essas ações, de acordo com a instituição, ocorrem diante do contingenciamento de orçamento decretado pelo governo federal em 30 de março deste ano.

As medidas adotadas serão implementadas a partir da quinta-feira, 6. Dentre elas estão a suspensão dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais, suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo), redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento; desativação de unidades operacionais, alteração do horário de funcionamento das unidades administrativas, com priorização de atendimento ao público entre 9h e 13h;

“Frente ao caráter temporário do contingenciamento, as medidas adotadas foram selecionadas de maneira que impactem o mínimo possível a atividade finalística do órgão e que possam ter reversão sem prejuízos à administração quando da recomposição orçamentária”, diz trecho da nota divulgada. A PRF informou ainda que, em conjunto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, negocia com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para que o orçamento seja recompenso o mais breve possível.

CRISE NA PF

Desde a semana passada, os trabalhos de emissão de passaporte feitos pela Polícia Federal estão suspensos também por falta de dinheiro. Ao menos nove alertas foram enviados pela polícia somente neste ano. Ao todo, o órgão teve R$ 145 milhões em 2017, já contando uma liberação extra de R$ 24 milhões em maio. Em 2016, foram R$ 212 milhões. A PF havia solicitado no meio do ano passado na discussão do Orçamento o montante de R$ 248 milhões.