Suspeito de matar a menina Fernanda Erika em São João do Triunfo agride mãe da jovem

Policial

Notícia publicada terça-feira 17 abril 2018

Suspeito de matar a menina Fernanda Erika em São João do Triunfo agride mãe da jovem

Gostou, compartilhe

A mãe da adolescente Fernanda Erika dos Santos, de 13 anos, que foi morta em São João do Triunfo em outubro de 2017, Ilda Andrade dos Santos, 30 anos, foi agredida pelo seu ex-amásio Divalcir Marques Trindade, de 29 anos. Os dois seriam suspeitos de terem matado a adolescente.

Ilda foi agredida com diversos golpes de facão deferidos pelo ex-amásio e ficou em estado grave. A tentativa de homicídio ocorreu na localidade de Marmeleiro, em Rebouças, na sexta-feira (13) e a causa seria tentativa de reconciliação mal sucedida.

A mulher que foi detida por suposto crime, juntamente com o padrasto da adolescente, estava morando com sua mãe, após ser colocada novamente em liberdade. O ex-marido teria buscado contato com a ex-mulher para reatar o relacionamento, mas, a hipótese é que pela negativa da mulher, ele acabou atacando a mesma com um facão; deferindo sobre ela diversos golpes.

A vítima foi socorrida e levada para o Hospital Darci Vargas de Rebouças e, na sequência, transferida em estado grave, para a Santa Casa de Irati, conforme a Polícia Militar.

Quanto à morte de Fernanda, a Polícia Civil investiga sua participação com o ex-amásio e padrasto da menina. O mesmo que agrediu a ex-convivente, tentando matá-la com golpes de facão. Sobre este crime, apesar da mãe ter registrado o desaparecimento da filha, o setor de segurança pública investiga sua participação e, inclusive prática de abuso sexual, não comprovado no corpo pelo estado em que se encontrava.

Conforme a PM, o agressor está sendo procurado em diversas cidades da região. Podendo estar entre as cidades de Rebouças, São Mateus do Sul, São João do Triunfo ou outra próxima. Qualquer informação pode ser repassada para os policiais, inclusive de forma anônima, via telefone 190.

O crime

A adolescente saiu de casa no dia 30 de outubro de 2017 para ir à escola e não retornou mais. Foi encontrada morta no dia 1º de novembro nas proximidades da residência da família. De acordo com a Polícia Militar (PM), o corpo foi encontrado por volta de 14h30 e estava no meio do mato apresentando sinais de estrangulamento.

Prisão

O casal foi preso em fevereiro deste ano pela PM de Rio Azul e Rebouças. Ilda Andrade Santos estaria na casa de sua mãe, na localidade de Marmeleiro de Baixo em Rebouças. A mulher informou aos policiais de que o padrasto da menina estaria residindo na localidade de Faxinal São Pedro em Rio Azul. Divalcir Marques Trindade foi localizado, sendo cumprido o mandado de prisão de ambos.